Sexta-feira, 16 de Novembro de 2012

Infeção Urinária

O que é uma infecção urinária?


O sistema urinário é normalmente livre de bactérias. As infecções surgem quando estas o invadem e se localizam predominantemente na uretra (uretrite), bexiga (cistite) ou nos rins (pielonefrite). No caso das cistites, as bactérias que habitam no intestino ou na vagina conseguem alcançar a bexiga usando como acesso a uretra. 

Dá-se uma irritação das paredes internas da bexiga, obrigando a pessoa a urinar mais vezes e causando ardor, sangue na urina e sensação de peso ou mesmo dor no baixo ventre. Estes sintomas podem aparecer isolados ou em conjunto. Se não for tratada correctamente, a cistite pode atingir os rins, resultando numa pielonefrite que causa febre alta e fortes dores abdominais, podendo levar ao internamento hospitalar.

 

Existem grupos de risco?


Embora possam atingir qualquer pessoa em qualquer idade, as infecções urinárias afectam mais o sexo feminino e quem está em idade fértil (a proporção é de um homem para dez mulheres) porque a uretra feminina (canal que liga a vagina à bexiga) tem apenas 3 centímetros contra 25cm da masculina. O facto de ser mais curta facilita o acesso das bactérias à bexiga. As mulheres entre os 16 e os 35 anos são as mais afectadas por terem mais frequentemente infecções vaginais produzidas por fungos, bactérias e vírus cuja presença diminui a resistência natural da vagina e da uretra.

 

Factores agravantes


Existem alguns factores que favorecem a contaminação das vias urinárias com bactérias: 

. Durante a higiene, há que ter cuidado, um simples gesto errado e já está! Usar o papel higiénico do ânus em direcção à vagina leva as bactérias do trato intestinal para a uretra e de lá para a bexiga, contaminando-a. Sendo um local quente e húmido as bactérias proliferam rapidamente. Lembre-se que deve limpar-se da frente para trás, ou seja, da vagina para o ânus. 

. Na menopausa, devido à diminuição dos estrogéneos, as paredes da vagina ficam mais susceptíveis à contaminação por bactérias. 

. Na gravidez, devido ao aumento de progesterona ocorre um inchaço das vias urinárias. Para além disso, o aumento do tamanho do útero comprime a uretra diminuindo o fluxo da urina e favorecendo a proliferação de bactérias. 

. As relações sexuais também podem constituir um problema. Certas mulheres desenvolvem cistites na sequência de relações sexuais muito frequentes. O acto sexual repetido produz um relaxamento da uretra, facilitando a invasão da bexiga por bactérias. É a chamada cistite nupcial ou de lua-de-mel.

 

Detecção e tratamento


Uma análise à urina é fundamental para confirmar a presença de bactérias. São feitos exames de cultura, que acusam o tipo de bactéria e qual o antibiótico indicado para a combater. Quando as infecções se repetem é também pedida uma ecografia das vias urinárias e uma avaliação ginecológica que ajude a detectar eventuais distúrbios que estejam na sua origem, como problemas renais e infecções ginecológicas.


Embora, em alguns casos, possa ocorrer uma cura espontânea (porque bebendo muita água a urina acaba por eliminar as bactérias da bexiga) a maioria dos doentes precisa de ser tratada com antibióticos durante períodos que variam entre os 3 e os 14 dias, dependendo da intensidade da infecção e do medicamento utilizado. Tratamentos inadequados consistem a principal causa de repetição destas infecções, que podem tornar-se crónicas.

 

Quando as crianças são as afectadas


As infecções urinárias são bastante frequentes também nas crianças ocorrendo mais nos rapazes nos primeiros seis meses de vida devido, na sua maioria, a malformações congénitas do trato urinário.Os meninos não circuncidados apresentam uma maior predisposição para este problema, em média 10 a 20 vezes mais. Após o primeiro ano de vida, as principais afectadas são as meninas. A contaminação é normalmente feita a partir da flora bacteriana da região perianal (à volta do ânus). Por essa razão é muito importante ensinar a sua filha a limpar sempre primeiro o 'pipi' e só depois o rabo.


As crianças apresentam basicamente os mesmos sinais que os adultos: ardor e vontade de fazer xixi com maior frequência. A criança pode apresentar-se irrequieta, irritada, perder o apetite e emagrecer. 

Acaba por ter medo de ir à casa de banho pois já sabe que vai sentir dor. Podem ocorrer outros sintomas como dor abdominal, náuseas, vómitos, diarreia, febre e icterícia (a pele amarelada).


A confirmação da infecção faz-se pela presença de leucócitos, sangue e bactérias na análise à urina e bactérias na urocultura. Recolher a urina para análise pode ser complicado quando estamos a lidar com crianças menores de cinco anos. Os pediatras conseguem fazer, no próprio consultório, um exame simples que consiste em colocar um 'pauzinho' que muda de cor no xixi que a criança faz num bacio ou mesmo no papel que é posto em cima da marquesa.


Quando a análise é feita no hospital costuma ser colocado um saco colector. O tratamento é feito através de antibióticos, mas deve ter-se o cuidado de dar muitos líquidos a beber à criança.

Apontamentos:

Publicado por 100STRESS às 15:17
Link do post | Comentar ou corrigir | Adicionar aos favoritos

.Mais sobre mim


. Ver perfil

. Adicionar como amigo

. 7 seguidores

.Pesquisar na Matéria

 

.Novembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.Matéria Recente

. 10 cuidados que deve ter ...

. Infeção Urinária

. 10 dicas úteis para contr...

. Alguém perguntou: o que é...

. Perder Peso Rapidamente c...

. Transplante renal

. Diabetes Gestacional (con...

. IMPOTÊNCIA... tratar com ...

. IMPOTÊNCIA... um dos méto...

. Pastilhas de nicotina

. Enxaqueca

. Diabetes Gestacional

. Manual do H1N1

. A saúde do idoso

. Pílula do dia seguinte

. Caminhar- viver saudável

. Lombalgia

. Relatório do Observatório...

. Café na gravidez

. Alzheimer

. Liga Portuguesa Contra o ...

. Ler com pouca luz faz mal...

. Linha Saúde 24

. O cérebro

. ...

. Tabagismo

. Consumo excessivo e prolo...

. Sexualidade/Mulher

. Taquicardia

. Alimentação saudável. Os ...

. Rir é o melhor remédio

. Preservativo - Sexualidad...

. Saúde em frente ao comput...

. Sra. Ministra:

. Continuação pela nossa ca...

. Pela nossa causa

. GREVE!!!

. Substâncias nocivas...

. ReWalk na luta contra a p...

. Saúde na piscina e na pra...

. Regeneração

. Verão - Saúde - Estéctica

. Desmaio - Como proceder

. Detecção da Gravidez

. Medicamento Genérico

. Menopausa

. Dar Sangue

. As reservas de sangue dos...

. SIDA

. Herpes

.Matéria Arquivada

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Julho 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Setembro 2010

. Novembro 2009

. Julho 2009

. Abril 2009

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

.Apontamentos

. acidez estomacal(1)

. afecções da mama(1)

. álcool(1)

. alcoolismo(1)

. alimentação(1)

. alimentos ideais(1)

. alzheimer(2)

. ana jorge(1)

. anatomia(1)

. asma(1)

. autópsia(1)

. azia(1)

. bastonária ordem dos enfermeiros(1)

. benigna(1)

. bile(1)

. bílis(1)

. café(1)

. caminhar(1)

. cancro(2)

. cancro do colo do útero(1)

. cardiologia(1)

. células cancerosas(1)

. cérebro(1)

. cialis(1)

. ciclo(1)

. cientistas(1)

. cigarro(1)

. cirurgia(1)

. colesterol(2)

. colo do útero(1)

. composição das vacinas(1)

. contracepção(1)

. coração(2)

. correia de campos(1)

. córtex cerebral(1)

. cuidados(1)

. cuidados com a pele(1)

. cuidados de saúde(1)

. dar sangue(2)

. diabetes(4)

. diabetes gestacional(3)

. dieta(2)

. enfermagem(12)

. enfermeiros(4)

. fígado(2)

. gravidez(5)

. greve(4)

. hdl(2)

. impotência(2)

. impotência sexual(2)

. infeção urinária(2)

. insulina(3)

. medicamentos(2)

. pílula(2)

. sangue(2)

. saúde(10)

. sexualidade(4)

. sida(3)

. síndrome imunodeficiência adquirida(2)

. vacina(4)

. todas as tags

.Subscrever feeds