badge
Google

.100STRESS

HTTP://100STRESSHOME.BLOGS.SAPO.PT

Domingo, 9 de Janeiro de 2011

IMPOTÊNCIA... tratar com injecções.

 

Origem da imagem ao clicar

 

Se está a tentar resolver problemas erécteis com estimulação oral e esta é ineficaz, o seu médico pode sugerir que inicie um tratamento com injecções

 

 

Nesse caso, a medicação é administrada com a ajuda de uma injecção na base ou na zona lateral do pénis, onde atinge a uretra. É então que o fármaco, Alprostadil, terá o mesmo efeito que os comprimidos já mencionados.

 

O seu médico dar-lhe-á instruções sobre como usar as injecções em casa. Os efeitos deste método algo desconfortável são evidentes passados 10 minutos.


Quinta-feira, 23 de Dezembro de 2010

IMPOTÊNCIA... um dos métodos para a tratar: Comprimidos

 

Origem da imagem ao clicar

Viagra, Levitra e Cialis são comprimidos que tratam a disfunção eréctil, permitindo que o corpo esponjoso do pénis, isto é o músculo do pénis, relaxe, possibilitando que seja direccionado um melhor fluxo de sangue para o órgão sexual. 

O comprimido mais popular é indiscutivelmente o Viagra, mas todos os anteriormente mencionados não são aconselháveis para homens com doenças cardiovasculares e os que têm hipertensão arterial.

O Viagra começa a fazer efeito passados 15 minutos e o Cialis após meia hora. O primeiro garante que o efeito dura entre três a oito horas, já o segundo dura mais tempo. O Cialis funciona durante 36 horas, para que o paciente não dependa directamente da altura em que toma o comprimido. Pode aguardar a altura certa, até um dia e meio. Com a ajuda dos comprimidos, os homens também podem desfrutar de uma erecção mais forte porque o aumento do fluxo sanguíneo também impede o sangue de sair do pénis rapidamente.

Em princípio, é seguro usar estes comprimidos, mas existem certos efeitos secundários, tais como dores de cabeça, entupimento ligeiro das vias nasais, problemas no sistema digestivo e irritação da mucosa estomacal, e a utilização excessiva pode afectar a visão.

Não é aconselhável a toma de analgésicos para dores no peito e drogas recreativas ao mesmo tempo, porque o seu uso simultâneo pode afectar gravemente o coração. A medicação para a disfunção eréctil não deve ser comprada na Internet, apenas nas farmácias e tomada sob aconselhamento médico.

 


Publicado por 100STRESS às 23:40
Link do post | Comentar ou corrigir | Adicionar aos favoritos
|
Quarta-feira, 8 de Outubro de 2008

Sexualidade/Mulher

O que é um Ciclo?

É o período de tempo compreendido entre o 1° dia de uma menstruação e o 1° dia da menstruação seguinte. Um ciclo tem uma duração variável de mulher para mulher. Normalmente, tem uma duração entre 27 e 30 dias. Pode ser extremamente regular ou, contrariamente, variar bastante de um mês para o outro.
 
O que é a menstruação?
É uma mistura de sangue e células do útero, que são todos os meses expelidas do corpo. Do primeiro dia da menstruação (corresponde ao primeiro dia do ciclo) até à menstruação seguinte, a mucosa que se encontra no interior do útero prepara-se e modifica-se para poder receber um eventual óvulo fecundado e alimentá-lo para que uma gravidez se possa iniciar. O aparecimento da menstruação significa que não houve qualquer fecundação durante esse ciclo, e o corpo elimina o que já não é necessário. Começa então um novo ciclo.
 
O que é a ovulação?
É o momento em que o óvulo, que cresceu desde o início do ciclo, atinge a sua maturidade e é expelido do ovário em direcção às trompas. A ovulação dá-se em média 12 a 14 dias antes da menstruação seguinte.
 
O que é a fecundação?
É o encontro do espermatozóide com o óvulo. Se nos dias anteriores à ovulação houver lugar a uma relação sexual, nesse mesmo dia ou no dia seguinte, os espermatozóides que atingem as trompas ou os que já se lá encontram podem fecundar o óvulo, dando origem ao ovo ou zigoto. Este continua o seu caminho até ao útero, onde poderá implantar-se (nidação) alguns dias mais tarde, iniciando-se, só então uma gravidez.
 
Existe algum período do ciclo em que não haja risco de engravidar?
Em qualquer período do ciclo, excepto durante o período menstrual, existe risco, qualquer que seja a data do acto sexual não protegido ou mal protegido. É por esta razão que o método de cálculo dos dias (Ogino) é pouco eficaz.
 
Quais são os primeiros sinais de gravidez?
A gravidez é acompanhada de sintomas que se tornam necessários conhecer para se poder consultar um médico o mais rapidamente possível.
Os sinais para os quais se deverá estar atento são:
-Em primeiro lugar, um atraso da menstruação;
-Dores na barriga simulando o aparecimento da menstruação;
-Mama inchada, dura e/ou dorida;
-Uma fadiga anormal e uma vontade de dormir
-Náuseas e vómitos
-Uma vontade de urinar mais frequente que o normal
 
O aparecimento de todos estes sinais não é obrigatório, podendo ocorrer apenas alguns deles.
 
Quais são os riscos de uma relação sexual não protegida com preservativo?
São de duas espécies:
-O aparecimento de uma gravidez (não desejada);
-A contaminação por Doença de Transmissão Sexual (DTS), nomeadamente a infecção pelo HIV, hepatite, gonorreia e outras. Este risco é maior se não se conhecer bem o parceiro ou se souber que ele tem comportamentos" de risco": várias parceiras, consumo de drogas, etc. Nestes casos é conveniente consultar imediatamente o médico para avaliação da situação.
 
O que é a contracepção?
É todo o método que vise impedir a fertilização de um óvulo ou impedir a nidificação do ovo ou zigoto. A pílula inibe a ovulação. Não existindo ovulação, não existe fertilização.
O preservativo, os espermicidas ou os cones contraceptivos impedem a passagem dos espermatozóides. São os métodos ditos "de barreiras" ou locais.
 
Os DIU's (dispositivos intra-uterinos) têm uma dupla acção:
-Inviabilizam os espermatozóides, impedindo assim que atinjam as trompas;
-Impedem que o ovo ou zigoto se implante no útero.
 
A contracepção de emergência, na maior parte das vezes, inibe e/ou atrasa a ovulação. É por esta razão que ela apenas é eficaz para um acto sexual, sendo necessário utilizar uma contracepção local até ao fim do ciclo.
Por outro lado, se ela for tomada tardiamente, não poderá interromper uma gravidez já iniciada
e será, assim, ineficaz.
 
Que fazer em caso de esquecimento da pílula?
Com as pílulas estroprogestagénicas (situação mais usual):
-Se o esquecimento for inferior a 12 horas, é necessária a toma da pílula esquecida assim que possível e a do dia na hora habitual.
-Se o esquecimento for superior a 12 horas: atenção, poderá já não se encontrar protegida: consulte o folheto informativo da sua pílula habitual. Utilize uma contracepção local (preservativo, por exemplo) até ao reaparecimento das menstruações seguintes. Se teve uma relação sexual há menos de 3 dias, poderá tomar a contracepção de emergência.
 
Em qualquer caso, é necessário falar do sucedido com o médico.
 
Os esquecimentos da pílula durante o "período fértil" são os que envolvem maior risco de engravidar?
NÃO. Contrariamente ao que se pensa, são os esquecimentos dos primeiros comprimidos que apresentam maiores riscos, ainda que nenhum dos períodos seja seguro em caso de esquecimento.
A eficácia da pílula não é assegurada se a pausa entre duas carteiras de comprimidos ultrapassar os 7 dias, visto que a ovulação pode reiniciar-se.
Não deve, por isso, haver uma pausa superior a 7 dias e se houver esquecimento do último comprimido, é conveniente recomeçar a nova carteira de comprimidos mais cedo, para que não haja mais de 7 dias entre o último comprimido e o primeiro da carteira seguinte.
 
O que é a contracepção de emergência?
A contracepção de emergência tem por finalidade impedir a ovulação ou prevenir a implantação se a relação sexual ocorreu nas horas ou dias que antecederam a ovulação, ou seja: num momento em que existe maior probabilidade de ocorrer a fertilização. Também pode prevenir a implantação. Torna-se ineficaz logo que se inicia o processo de implantação do ovo.
Este método não interrompe uma gravidez que já se tenha iniciado.
 
Quando é que se deve utilizar a contracepção de emergência?
Contracepção de emergência até 72 horas após uma relação sexual não protegida ou em caso de falha de um método contraceptivo, como por exemplo:
-Rompimento ou esquecimento do preservativo;
-Esquecimento da pílula contraceptiva oral para além do prazo máximo admitido após a última toma;
-Expulsão do DIU (Dispositivo Intra-Uterino);
-Remoção antecipada ou deslocamento de um diafragma vaginal ou de um cone contraceptivo;
-Falha do método do coito interrompido;
-Relação sexual durante o período supostamente fértil quando se optou pelo método da abstinência periódica (método das temperaturas);
-Em caso de violação

Domingo, 5 de Outubro de 2008

Preservativo - Sexualidade Juvenil

O que é o preservativo?

O preservativo é um invólucro de latex/ borracha fina, que vem enrolado e é colocado no pénis erecto antes de qualquer contacto genital. O preservativo funciona como uma barreira física que impede os espermatozóides de entrarem na vagina evitando assim uma gravidez.

 

Como colocar um preservativo?

Origem da imagem ao clicarColoca o preservativo só quando o pénis estiver erecto e antes de qualquer contacto genital. Se não fores circuncidado deves puxar para trás o prepúcio, (pele que cobre a ponta do pénis) antes de colocar o preservativo. Aperta com os dedos a ponta do preservativo - reservatório ou depósito- para expulsar o ar (o ar em excesso pode fazer com que este rebente). Desenrola então o preservativo ao longo do pénis até chegar à base. Certifica-te que o depósito do preservativo se encontra vazio para receber o esperma. Logo a seguir à ejaculação, ainda com o pénis erecto, retira-o com cuidado - tem atenção para não derramares nenhuma porção de esperma- fecha-o com um nó e deita-o no lixo, nunca na sanita.

 

O preservativo é um método seguro?

Sim sem dúvida, quando usado correctamente e se for em conjunto com um espermicida a eficácia é quase total.

 

O que é o preservativo feminino?

Tal como o diafragma, é utilizado pela mulher e pode ser introduzido antes da relação sexual. Evita o contacto com o esperma uma vez que reveste o interior da vagina. Vantagens Por ser feito de poliuretano em vez de látex, a probabilidade de uma ruptura durante o uso é dez vezes menor. Dá à mulher mais controlo e liberdade de contracepção. Oferece uma boa protecção em relação às infecções sexualmente transmissíveis. Pode ser colocado em qualquer momento, antes da relação sexual genital. Desvantagens É mais caro e mais difícil de encontrar que o preservativo masculino. Leva mais tempo a adquirir prática para o colocar correctamente Algumas mulheres têm problemas em tocar no interior da sua vagina Pode produzir alguns barulhos durante as relações Actualmente o preservativo feminino não está em comercialização no nosso país.

 

O que fazer no caso do preservativo rebentar, romper, falhar?

É importante dizer que a maioria dos preservativos não rompe. No entanto algumas falhas de fabrico, embalagem, transporte ou utilização podem diminuir a sua eficácia. Embora o risco de contraíres uma DST no caso de um dos parceiros estar infectado, seja real, é possível evitar uma gravidez se a rapariga estiver no período fértil, recorrendo à Contracepção de Emergência ou “pílula do dia seguinte” (no prazo de até 72 horas após a relação sexual).

 

Onde podes adquirir preservativos?

Os Centros de Saúde, e também os Centros de Atendimento a Jovens fornecem preservativos gratuitamente. Podes também comprá-los nas farmácias, nos supermercados, nas máquinas que se encontram nas discotecas, bares e centros comerciais.

 

Os preservativos com aromas ou sabores são eficazes?

Muitos preservativos com aromas são de fantasia e não são profiláticos, logo não previnem uma gravidez nem uma DST, com a nesma eficácia dos restantes preservativos. Os preservativos com aromas foram concebidos para proporcionar sensações mais agradáveis ou diferentes aos parceiros.

 

Porquê o uso do preservativo?

O preservativo masculino é um método contraceptivo muito antigo, a sua forma e o materialOrigem da imagem ao clicar utilizado tem vindo a evoluir ao longo dos tempos mas o princípio continua o mesmo: o preservativo retém o esperma, que assim não pode encontrar o óvulo, fecundando-o e originando uma possível gravidez. O preservativo tem vindo a ser, utilizado ao longo dos tempos como forma de prevenir infecções sexualmente transmissíveis (IST), sendo hoje considerado o único método capaz de prevenir o contágio, nomeadamente do VIH.

 

Que cuidados devo ter com os preservativos?

Verifica sempre a data da validade impressa na embalagem do preservativo - no caso de estar fora de prazo ou de a embalagem estar danificada, não utilizes esse preservativo. Confirmar que tem certificado de qualidade. Se for necessária uma lubrificação adicional, utiliza apenas lubrificantes aquosos, á base de água- não utilizes produtos à base de óleo ou álcool (óleo para bebés, vaselina, cremes cosméticos, óleos de massagem) pois podem danificar ou enfraquecer o látex dentro de quinze minutos. Qualquer medicamento que se aplique tanto ao pénis como à vagina poderá afectar o preservativo. Em caso de dúvida deves sempre pedir opinião ao teu médico ou farmacêutico ou entrar em contacto com um serviço de informação sobre sexualidade juvenil. Nunca deves usar um preservativo mais de que uma vez. Conservar a embalagem em lugar fresco e sem contacto directo com o sol e com temperaturas mais elevadas. Abrir a embalagem com cuidado sem utilizar objectos cortantes e evitar que as unhas ou anéis rompam o preservativo. O preservativo não é reciclável, nem reutilizável. Embora seja muito raro, há pessoas que podem fazer alergia ao latex; se isso acontecer deves consultar um serviço de atendimento / aconselhamento juvenil ou o centro de saúde.

 


Publicado por 100STRESS às 13:28
Link do post | Comentar ou corrigir | Adicionar aos favoritos
|

Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações do Blog Estudante de Enfermagem (http://enfermando.blogs.sapo.pt), o qual tem por objectivo a informação, divulgação e educação acerca de variados temas médicos, e cujos artigos expressam tão somente o ponto de vista e aprendizagem dos seus autores. Tal informação não deverá, de forma alguma, ser utilizada como substituto do diagnóstico médico ou tratamento de qualquer doença sem antes consultar um especialista. Who links to me?

.Mais sobre mim

.Pesquisar na Matéria

 

.Novembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


__________________________ DIVULGUE-ME


__________________________

QUANTO VALE O MEU BLOG?


O meu blog vale $1,129.08.
Quanto vale o seu?

__________________________ __________________________

__________________________

ANATOMIA 3D ON-LINE
Visible Body 3D Human Anatomy

.Matéria Recente

. IMPOTÊNCIA... tratar com ...

. IMPOTÊNCIA... um dos méto...

. Sexualidade/Mulher

. Preservativo - Sexualidad...

.Matéria Arquivada

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Julho 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Setembro 2010

. Novembro 2009

. Julho 2009

. Abril 2009

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

.Apontamentos

. acidez estomacal(1)

. afecções da mama(1)

. álcool(1)

. alcoolismo(1)

. alimentação(1)

. alimentos ideais(1)

. alzheimer(2)

. ana jorge(1)

. anatomia(1)

. asma(1)

. autópsia(1)

. azia(1)

. bastonária ordem dos enfermeiros(1)

. benigna(1)

. bile(1)

. bílis(1)

. café(1)

. caminhar(1)

. cancro(2)

. cancro do colo do útero(1)

. cardiologia(1)

. células cancerosas(1)

. cérebro(1)

. cialis(1)

. ciclo(1)

. cientistas(1)

. cigarro(1)

. cirurgia(1)

. colesterol(2)

. colo do útero(1)

. composição das vacinas(1)

. contracepção(1)

. coração(2)

. correia de campos(1)

. córtex cerebral(1)

. cuidados(1)

. cuidados com a pele(1)

. cuidados de saúde(1)

. dar sangue(2)

. diabetes(4)

. diabetes gestacional(3)

. dieta(2)

. enfermagem(12)

. enfermeiros(4)

. fígado(2)

. gravidez(5)

. greve(4)

. hdl(2)

. impotência(2)

. impotência sexual(2)

. infeção urinária(2)

. insulina(3)

. medicamentos(2)

. pílula(2)

. sangue(2)

. saúde(10)

. sexualidade(4)

. sida(3)

. síndrome imunodeficiência adquirida(2)

. vacina(4)

. todas as tags

__________________________

Escolas de Enfermagem:
Links Úteis:
Aceda ao seu Hospital:
___________________________ ___________________________

Add to Technorati Favorites

Blogarama - The Blog Directory

Estou no Blog.com.pt


”Logo

blogaqui?

BlogBlogs

SEO Link Directory ___________________________

.Subscrever feeds